Em meio ao caos

Um assunto difícil de expor quando se está no meio de uma crise daquelas. O medo toma conta; pensamentos ligados ao passado e a chama de uma esperança sendo apagada pelo frio na barriga de não conseguir enxergar um futuro melhor. Estou totalmente perdida nos meus devaneios. Já não sei mais o que é real e o que não é.

Só quem já passou por isso sabe. Sabe o que é se sentir inferior e insegura a todo resto do mundo, e o pior: não é externamente falando. A insegurança me faz entender que todo mundo tem a vida bem resolvida e só a minha que é feita de altos e baixos – mais baixos do que altos.. Eu sei que não é, mas o desespero grita tanto que tudo ao meu redor parece que sumiu, só sobrou eu e o meu medo; medo de ser substituída, medo de ser comparada, medo de não ser suficiente para quem eu quero perto, medo de ser traída, julgada, exposta. Medo de agirem nas minhas costas com atitudes que me dilacerariam.

Nessas horas não existe ninguém. Não me abro com uma amiga, não falo com a minha mãe, nem meus bichinhos podem me ouvir. Meu socorro é Jesus. Minha voz grita lá de dentro pedindo por ajuda, para que essa tempestade passe, que as nuvens e os trovões sumam e deem lugar a paz que só Ele tem. Ele pode me ouvir. Eu sei. Só Ele sente o que eu sinto. Só Ele sabe o nó na garganta que eu carrego toda vez que lembro ou sonho com algo ruim. Eu não tenho paz nem quando eu consigo dormir.

Estou só. Eu e Jesus… Ele me afaga a alma, segura na minha mão no momento que nem eu mesma quero segurar. Ajuda a limpar minhas lágrimas e leva o jugo que está nos meus ombros. Mesmo assim ainda sinto o peso, sinto o peso da culpa, de que minha atitude deveria ser diferente. Eu não deveria estar em certos relacionamentos, preciso me bastar, mas não consigo. Minha vida perdeu o sentido. E, de novo….. meu medo vem assolar minha mente.

Ninguém consegue entender o que se passa dentro de mim. Supõem ser fácil engolir e deixar tudo para trás. A culpada sou eu, o problema sou eu, eu não consigo, eu empurro com a barriga, é um vai e vem contínuo. Não é fácil. Eu não consigo. Eu to surtando. Eu preciso de ajuda.

Eu simplesmente não aguento mais.

Beijos de Luz e muita Poesia!

Thais Marques

Anúncios

5 comentários em “Em meio ao caos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s